Share, , Google Plus, Pinterest,

Postado em

Toda força às Mulheres Mirabal

Movimento de Mulheres Olga Benário celebra acordo depois de muita luta e resistência frente à Ocupação Mirabal. Movimento Raiz Cidadanista em Porto Alegre segue no apoio em defesa de mulheres vítimas de violência.

por MARIA ANTONIETA GIONGO

Movimento de Mulheres Olga Benário ocupa desde a madrugada de 25 de novembro de 2016 um prédio abandonado, no antigo Lar Dom Bosco, localizado no centro histórico de Porto Alegre. Chamada de Ocupação Mulheres Mirabal, em homenagem às irmãs assassinadas pela ditadura na República Dominicana, em 25 de novembro de 1960 (instituído Dia Internacional da Eliminação da Violência contra a Mulher pela ONU), tem como objetivo a criação de um Centro de Referência à Mulher que, além de acolher de maneira segura, ofereça também atendimento psicológico, jurídico e médico às mulheres vítimas de violência doméstica e em situação de vulnerabilidade. Um atendimento que hoje é quase inexistente diante da grande demanda em contraponto à escassez de recursos públicos – que não superaram 0,009% do orçamento municipal em 2014. Além dessa situação, o Estado extinguiu a Secretaria Estadual de Políticas para Mulheres – SPM/RS a partir de 2015, tornando o atendimento às vítimas ainda mais difícil e precário. Frente a isso, o Movimento Mirabal passou a atender e abrigar dezenas de mulheres, muitas das quais vêm acompanhadas de seus filhos menores, e promoveu intensa divulgação atraindo não apenas as próprias mulheres, mas também os profissionais apoiadores, que se dispuseram a colaborar e dar assistência às abrigadas, em sua maioria encaminhadas por entidades sociais ou pelo próprio poder público. Prestes a comemorar um ano de ocupação, o Movimento Olga Benário festeja uma importante vitória, em acordo celebrado no dia 21 de setembro, no qual Estado e Prefeitura se comprometeram a encontrar um outro local, até maio de 2018, para a instalação e funcionamento do Centro de Referência, além de suspenderem ações de reintegração (três até este momento). Em pronunciamento oficial, o Movimento Mirabal ressaltou a capacidade de organização e mobilização das mulheres como exemplo de exercício do poder popular na conquista de uma sociedade mais justa. Toda força às mulheres de Mirabal!

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *